O que eu quero da vida?

doors-1767563_1920

Não sei. Terminei a faculdade imaginando que seria uma profissional bem sucedida na área, mas nada disso aconteceu. Na verdade, não é que não aconteceu, eu ganho bem, não tenho do que reclamar mas sempre bate aquela dúvida se não poderia ser melhor. Meu período no estágio foi conturbado e depois fui trabalhar para um chefe que só visava dinheiro e maltratava as pessoas, foi difícil.

Ás vezes eu fico me perguntando se eu sou muito mimada e a vida é assim mesmo: O trabalho consiste em tomar porrada e ver até onde você aguenta. Por conta da minha frustração, criei o meu blog, mas ele parece que anda conforme a minha personalidade ou até o meu humor. Eu só posto quando quero! Antes, eu me divertia escrevendo, hoje, não sei mais se é isso que me faz feliz. Na verdade, estou numa fase que não está muito feliz, parece que eu sempre procuro um drama para me agarrar: eu quero dinheiro, meu pai me ajuda, quero o apartamento dos meus sonhos, meu noivo constrói comigo. Mesmo sem dinheiro, reformamos tantos móveis que ficou lindo! Mas ai você pensa: por que não morar lá? Eu não sei, parece que algo me prende a minha vida antiga, um medo sabe? Até um milagre conquistei na vida, tive um problema de saúde e Deus me curou.

Era para eu ser super grata, mas não sei, às vezes eu esqueço que isso aconteceu. Fico sempre me apegando ao que eu poderia ser e não ao que eu sou, e sempre acho que a vida dos outros é mais divertida que a minha. Sim, eu sei que em algum lugar alguém pensa isso sobre mim, devido aos likes e o tanto de pessoas que me seguem. Porém, isso é um problema também, será que eu só me sinto bem quando entro em um perfil fake e fico conversando sobre séries com pessoas que eu não conheço pessoalmente?

Esse texto talvez nunca saia daqui e alguém leia, mas no momento ele está me ajudando a me expressar, a me fazer perceber que eu ainda escrevo bem, que ainda posso criar, gravar e atuar. Eu sei que no fundo eu posso! Mas ai eu começo e desisto. Sem motivos, e nem porque. Só um medo de ser ruim e ao mesmo tempo um egocentrismo de me achar a melhor no que faço. Acho que até esse ego vem do meu medo. Com isso, já briguei com o meu pai, minha mãe e meu noivo por coisas bobas, me sinto uma idiota. Mas ainda não consigo mudar isso.

É tão estranho como as palavras se formam com facilidades pelos meus dedos, sabia que quando eu fazia estágio todo mundo gostava dos meus textos? Acho que foi isso, em algum momento eu perdi a minha essência, fiquei tão vidrada em likes e compartilhamentos que me esqueci de todo o resto. Acho que todo mundo passa por isso um dia, né?

Nossa, acabei de perceber que esse texto poderia ir para o meu livro! No momento estou achando isso tudo o máximo, ai, quando eu postar e não tiver views ou likes, vou achar que tudo o que eu fiz não valeu a pena. Sim, eu não deveria me apegar a isso, mas nós humanos somos assim: teimosos. Mesmo com tudo, não consigo, essa tela parece que me chama o tempo inteiro. Sei que é loucura, mas algo nela é encantador. Eu simplesmente não consigo ver a vida fora disso, e, o pior, é pensar que a vida está acontecendo nesse exato segundo e eu a estou deixando passar por essa mesma telinha. Enfim, acho que isso é só um desabafo. Você já se sentiu assim também? Estou torcendo para não ser a única.

MK

Gabrielly Vasconcellos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s