Como Treinar Seu Dragão 3 – o final da história que começou há nove anos

how-to-train-your-dragon-3-5bfbe8ef302a1

As aventuras de Soluço e Banguela chegaram ao fim depois de quase uma década. A trilogia começou em 2010 e foi inspirada na série de livros de mesmo nome. Em “Como Treinar Seu Dragão 3” acompanhamos a trajetória de Soluço enquanto chefe de Berk, após a morte de seu pai, além de Banguela como rei dos dragões.

A nova ameaça é um caçador e matador de dragões conhecido como Grimmel. Os jovens da aldeia montam em seus dragões e libertam as diversas espécies aprisionadas nos navios do caçador. Nesse momento ocorre a primeira aparição da Fúria da Luz, a fêmea do Fúria da Noite. Diante da ameaça aos animais por parte dos humanos, Soluço tenta encontrar o Mundo Escondido, onde os dragões podem viver afastados do resto das civilizações e seguros.

No primeiro filme, Banguela é atingido em uma batalha contra os vikings de Berk e perde uma parte da cauda, impossibilitando-o de voar. Desde então, Soluço o ajuda com uma prótese que funciona apenas com alguém movendo-a. Já na produção de fechamento da franquia, o treinador de dragões consegue desenvolver um aparato que o Fúria da Noite consegue mover sozinho.

O momento que deixou olhos cheios de lágrimas e narizes fungando (incluindo os meus) foi quando Soluço percebe que a única maneira de os dragões não sofrerem com as ações dos homens é deixá-los se refugiarem no Mundo Escondido. Não é a despedida de um bichinho de estimação, mas de um grande amigo. Permitir que um companheiro vá embora com a sensação de que talvez não o verá outra vez é um ato de coragem, considerando o grau de proximidade entre o viking e Banguela.

Os gráficos da animação são excelentes, os quais fazem as paisagens parecerem reais. Um ponto interessante a se destacar é o amadurecimento de Soluço, acompanhando o público da trilogia. “Como Treinar Seu Dragão 3” passa a mensagem de que o tempo não pode desfazer uma forte e verdadeira amizade. Assim como transmite uma lição sobre como devemos parar de interferir no habitat e na vida dos outros animais.

Nota: 4,5

Bruna Nunes
MK

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s