Os Poncios vão dominar o instagram: o perigo do conteúdo vazio

Hidden-Instagram-Likes

Você já parou para pensar sobre o que consome nas mídias sociais ou quanto tempo passa focado na tela do celular? Pois bem, me fiz esse questionamento e decidi: vou limpar minha lista de pessoas. No primeiro momento achei isso uma maluquice sem sentido. Mas, segui em frente e comecei a perceber padrões.

Sim, eu seguia muitas pessoas que usavam a plataforma de um jeito “idiota”. Eu comecei a pensar: como o conteúdo dessa pessoa pode melhorar a minha vida? E na maioria das vezes que me fiz essa pergunta a resposta foi NADA, isso mesmo o conteúdo não agrega em NADA na minha vida.
E aí o meu filtro foi aumentando: era um tal de mensagens de bom dia, lula livre ou Bolsonaro, selfies e fofocas. Então, acredito que fiz o certo!

— Logo eu que sempre achei um absurdo deixar de seguir as pessoas me peguei cometendo esse ato absurdo no planeta internet.

O problema é que quando você começa a questionar muito as coisas o (efeito) manada passa e você passa a ser o diferentão da galera e parece que o Zuck percebe isso tudo e começa a te bombardear com informações que teoricamente “estão bombando”. Sim, estou falando dela Anitta, nada contra e pelo contrário acho uma artista incrível. Mas, eu já avisei que não tenho interesse nessa publicação e o insta continua me mandando: vídeo dela dançando, fazendo barraco, arrumando namorado e até uma blogueira que ficou famosa porque é parecida com ela.

E aí, quando eu finalmente me livro da Anitta… Aparece Gabi Brandt! Cara, o que eu tenho de haver com isso? Eu acho aquela família completamente louca! E aquele Saulo é o homem mais babaca que existe! Zuck tira Poncios da minha timeline, por favor.

E olha que eu ainda não falei sobre todos os cantores de sertanejo, funk ou brega funk que o instagram coloca na aba explorar! Ok, o mundo é esse. Aceita!

E ai eu me questiono:

Em que momento deixamos de gostar de conteúdo? O fato é as redes sociais são um reflexo da sociedade e realmente me entristece pensar que não estamos evoluindo. Seguimos sendo expectadores da vida alheia sem nos perguntarmos:

Isso realmente vale a pena?

MK
Gabrielly Vasconcellos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s